sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Mude a interface do Gimp para um visual moderno e profissional



O Gimp é um software fantástico que oferece uma quantidade impressionante de recursos e configurações. Apesar de sua altíssima qualidade como software de edição de imagens, muitos usuários (inclusive eu) consideram que a sua interface não ajuda muito. Os ícones muito bem desenhados e multi coloridos da caixa de ferramentas até que são bonitinhos, mas passam a sensação de um aplicativo obsoleto, quase infantil.

Embora esse visual retrô não interfira em absolutamente nada nas funções do programa, a interface padrão do Gimp indiretamente pode transmitir uma ideia de software amador.



E a cor? Hmmm... a cor! Esse é outro problema clássico.

O problema de softwares de edição de fotografias com interface no típico cinza claro, é que podemos ter a falsa sensação que uma imagem exibida seja um pouco mais escura do que deveria. Isso ocorre porque nossos olhos regulam os níveis de claridade da visão pela intensidade de luz que penetra na íris, e que por sua vez faz a compensação devida. Logo, a interface clara do software o qual nosso olho está focado, tende a intervir na dilatação ou contração da íris, podendo fazer com que se perca a percepção das áreas de meio tons das fotos. Como estamos num software de edição, nada mais óbvio do que tentar corrigir o suposto problema aumentando os níveis de luminosidade. Tal procedimento numa imagem que não possua problema algum, provocaria a inevitável superexposição.

A Adobe percebeu esse inconveniente já em 2012, quando decidiu mudar a interface do Photoshop CS6 lançado naquele ano, para um tema cinza bem escuro, sendo seguido por outros softwares da empresa, como o Premiere, After Effects, Illustrator e Indesign. Esse tem sido um dos principais motivos pelos quais a maioria dos softwares gráficos da atualidade adota interfaces escuras, pois isso auxilia na percepção das cores da imagem como realmente são.

Além disso, também é sabido que temas escuros para aplicações que demandam longas horas de uso contínuo, proporcionam maior conforto para os olhos.

O Gimp, como software de edição de imagens, ainda não seguiu essa linha. Pelo menos não até a versão 2.8.16 - que é a última versão estável lançada enquanto este artigo foi escrito.

Felizmente tudo isso pode ser mudado de forma bem fácil. O Gimp, excepcional como sempre, oferece a personalização do programa através de temas, que pode ser mudado em poucos cliques. E se não gostar, basta voltar para o tema padrão (default).

O tema que escolhi para meu uso pessoal é o Flat Gimp Icon Theme que pode ser baixado AQUI no site DeviantART - uma espécie de rede social para artistas gráficos.

Após acessar a página com o tema, basta clicar no botão Download que fica localizado à direta da página.


Feito o download, basta extrair o arquivo .zip e colocar o conteúdo descompactado na pasta de temas do GIMP:

  • Linux: Copie as pastas do tema para a pasta .gimp-2.8/themes.
     
  • Mac: Copie as pastas do tema para a pasta Show Package Contents/Conteúdos/Recursos/Compartilhar/gimp/2.0/temas
     
  • Windows: Copie as pastas do tema para a pasta C:\Documents and Settings\{SeuNomeDeUsuario}\gimp-2.8\temas ou C:\Arquivos de Programas\GIMP 2\share\gimp\2.0\temas\ ou C:\Arquivos de Programas (x86)\GIMP 2\share\gimp\ 2.0\themes\

Para aplicar o tema, com o Gimp aberto, basta ir no menu "Editar" e depois em "Preferências".

Na janela “Preferências”, no quadro à esquerda, clique no item “Tema” e então basta escolher no tema que você quer utilizar.


Feito isso, você terá 4 tonalidades de cinza para escolher bem como ícones mais modernos.

Uma última observação é que o tema não altera o posicionamento dos ícones e janelas. Na imagem que ilustra o início deste artigo, além do tema, fiz algumas alterações adicionais: reduzi a largura da caixa de ferramentas e desloquei o diálogo de encaixe das Opções de Ferramentas lá para o lado direito.

Outro detalhe é que o tema "Darker Gimp Orange" no meu caso infelizmente os textos das ferramentas não ficaram com boa visibilidade. Tive que me contentar em usar um tema um pouco mais claro. Mas por enquanto este é o pacote de temas quem melhor atendeu ao que eu queria para o Gimp.


E você? Já testou outros temas no Gimp? Se você conhece outras alternativas, deixe o seu comentário dando a sua opinião sobre o assunto.


Assine nossa newsletter!

Quer receber as novidades mais recentes do Blog Valeu Cara na sua caixa de entrada?
Informe seu e-mail e clique em Assinar.

Assine o feed RSS Siga o Blog Valeu Cara no Twitter Curta o Blog Valeu Cara no Facebook Blog Valeu Cara no Google+Canal do Blog Valeu Cara no YouTube





Participe deixando seu comentário, dúvida, sugestão, ideias, críticas, exemplos ou o que você quiser na parte de comentários desta postagem. Sua participação é extremamente importante para que este blog esteja sempre melhorando o seu conteúdo.