domingo, 16 de fevereiro de 2014

Uma roda de cores cônica no Inkscape



Existem vários tipos de degradês conhecidos. Degradês, como você sabe, é uma área onde duas ou mais cores são sobrepostas gradualmente, formando uma transição suave de tonalidades entre as cores. A forma mais comum e simples de degradê é o linear, em que um espaço é preenchido com uma mesclagem de cores de um ponto ao outro, em linha reta.

Não se sabe exatamente quando os primeiros artistas começaram a usar degradês, mas a técnica foi bastante explorada na Idade Média, para elaboração de pinturas com temática religiosa. O uso do degradê se tornou consagrado pelo artista italiano Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni ou simplesmente Michelangelo, nascido em 1475 - considerado um dos maiores criadores da história da arte no ocidente. Michelangelo, que também era escultor, conhecia muito bem os efeitos da iluminação sobre um objeto - no caso, suas esculturas. Michelangelo passou a usar a técnica do degradê para atribuir sensação de "volume" e "profundidade" às suas pinturas, fazendo-as parecer que seriam objetos esculpidos em 3D.

Com a revolução da arte digital, a partir do advento dos computadores, o uso de degradês ganhou aspectos quase que ilimitados.

Não irei me ater a esse assunto por mais tempo, já que este não é o objetivo deste artigo. Aqui irei falar do degradê cônico. Como o nome sugere, trata-se da simulação do efeito provocado pela incidência de iluminação lateral num cone, visto de cima. Isso significa uma graduação de cores em uma série de círculos concêntricos, que se irradia a partir do centro da área preenchida.

O Inkscape ainda não oferece uma ferramenta para a criação direta desse tipo de degradê, mas isso não significa que seja impossível de criá-lo através dos recursos já existentes no software.





Veja abaixo como fazer:

1º passo: crie um círculo.




Na caixa de ferramentas de Preenchimento e Contorno (menu Objeto, Preenchimento e contorno...), clique no ponto de interrogação para remover as atribuições de cor do objeto.



2º passo: Duplique o círculo indo ao menu Editar, Duplicar (ou use Ctrl+D no teclado). Puxe o círculo copiado para o lado e com ele ainda selecionado, clique na ferramenta círculo. Use a caixa de ferramentas interativa do círculo para modificar seu arco para ser 1,412 graus, conforme mostra a figura abaixo.



3º passo: Mova o ponto de rotação do círculo para o canto superior esquerdo da seleção. Para isso, use a ferramenta de seleção para ativar o modo de rotação do objeto e a partir daí, arraste a cruz do centro do arco para o canto superior esquerdo.


Veja abaixo como fica:




4º passo: Agora vamos abrir uma ferramenta muito poderosa e repleta de recursos e que, com alguns cliques, dá para fazer algumas coisas muito loucas de fazer cair o queixo. Mas pouquíssimos usuários do Inkscape conhecem. Abra a caixa de diálogo Clonar em ladrilhos (menu Editar, Clonar, Clonar em ladrilhos).

5º passo: Na guia Simetria, faça com que suas configurações fique exatamente conforme a figura abaixo.



6º passo: Vá para a guia Deslocamento. Certifique-se que suas configurações estejam iguais à imagem abaixo.



7º passo: Vá para a guia Ampliar e mantenha as configurações como mostradas abaixo.



8º passo: Na guia Rotação, defina a coluna rotação para 1,4117. O Inkscape irá arredondar para 1,4 graus, mas acredito que o Inkscape use mais precisão nos bastidores.



9º passo: Em Desfoque & opacidade, não será preciso mudar nada. Mantenha tudo zerado e desativado.



10º passo: Vamos para a guia Cor.

Defina a coluna "H" (do inglês Hue - Matiz), para 0,4%.


Clique no retângulo colorido ao lado da cor inicial e na janela que se abre, dentro da guia HSL, defina cada um dos valores de H, S, L e A para 0, 255, 128, 255, como mostra a figura abaixo:



11º passo: Estamos chegando ao fim. Na guia Traçar, mantenha como mostrado abaixo e clique no botão "Traçar". Essa ação irá criar 255 clones ladrilhados seguindo todas as configurações que você definou anteriormente.



Você deverá ver um resultado como mostrado abaixo:



Um detalhe importante: se por algum motivo você esqueceu de definir o ponto de rotação no passo 3, o que você verá aqui será isso:

Nesse caso, use Ctrl+Z para desfazer a operação e retorne ao passo 3.


Bom estando tudo certo, provavelmente você observará que existe uma série de ondulações óticas concêntricas entre os ladrilhos, ficando mais evidente nas faixas de cores entre o azul escuro e o lilás. Vamos dar um jeito nisso.

12º passo: use a ferramenta seleção para desenhar uma caixa em torno de toda a roda, para selecionar todos os clones. Vá no menu Objeto, Agrupar. Depois, na caixa de Preenchimento e contorno (menu Objeto, Preenchimento e contorno...), defina o nível de desfoque para 2,0. Vai ficar assim:



Se você gostou do resultado e quiser parar por aqui, tudo bem.

Você deve ter chegado nesta fase se pergutando para que serve aquele círculo preto que permaneceu inutilizável ao lado da roda de cores, não é?

Pois é, se você gostaria de atribuir um acabamento mais aprimorado à sua roda de cores, ao inves do borrão, vamos usar aquele círculo preto criado lá no início deste tutorial.

13º passo: Selecione o círculo preto e certifique-se que ele seja o primeiro objeto da camada, indo no menu Objeto, Enviar para o topo.

14º passo: Vá no menu Editar, Selecionar tudo (ou Ctrl+A no teclado).

15º passo: Vá em Objeto, Alinhar e Distribuir...

Clique no botão Centro de eixo vertical e em seguida no botão Centro de eixo horizontal, para que ambos os objetos fiquem perfeitamente alinhados num único lugar.



Como ambos os círculos são do mesmo tamanho, e estão posicionados no mesmo lugar. Você só poderá ver as cores borradas sob o círculo preto.


16º passo: Aplique o clip da roda de cores com o círculo preto. Vá no menu Editar, Selecionar tudo (ou Ctrl+A no teclado). Depois vão ao menu Objeto, Clip, Aplicar. Pronto! Sua roda de cores formada por um degradê radial deverá ficar semelhante a este:




Está pronta nossa roda de cores cônica!

Com um pouquinho de trabalho e criatividade, dá para inovar. Ainda não é uma coisa tão simples produzir o resultado abaixo no Inkscape, mas não significa que seja impossível fazê-lo.


Resta-nos aguardar para que suas futuras versões nos presenteie com uma ferramenta própria para obtenção rápida de degradês radiais.



Gostou? Participe deixando seu comentário, dúvida, sugestão, ideias, críticas, exemplos ou o que você quiser na parte de comentários desta postagem. Sua participação é extremamente importante para que este blog esteja sempre melhorando o seu conteúdo. Fique por dentro das atualizações do blog: