segunda-feira, 3 de maio de 2010

Brasão de armas do estado de São Paulo, em vetor



O brasão de armas do estado de São Paulo, executado pelo escultor Luiz Morrone, foi instalado no Salão dos Despachos do Palácio dos Bandeirantes em 12 de março de 1987. Fundido em bronze e esmaltado a fogo, pesa 150 kg. Foi descerrado no dia 16 de março de 1987, durante a primeira entrevista do governador Orestes Quércia, no Palácio dos Bandeirantes. O brasão de armas do estado de São Paulo foi instituído por ocasião da Revolução Constitucionalista de 1932, pelo Decreto nº 5.656, assinado pelo Governador Pedro de Toledo, em agosto do mesmo ano.

Sua criação é do pintor Wasth Rodrigues, como símbolo da “Campanha do Ouro para o Bem do Brasil”. Utilizado até o Estado Novo, em 1937, quando então foi substituído por outros símbolos nacionais. Somente com a redemocratização do país e a nova Constituição de 1946 o brasão de armas reconquistou sua função simbólica.

O Decreto-lei nº 16.349, de 27 de novembro de 1946, que dispõe sobre a restauração dos símbolos estaduais, no seu artigo 1º descreve a ordenação do brasão.

A Lei nº 145, de 3 de setembro de 1948 que institui a bandeira e o brasão do estado de São Paulo - descreve o brasão, sua feitura, seu uso em papéis oficiais das repartições públicas.

O decreto estadual 11.074, de 05 de janeiro de 1978 aprova normas do Cerimonial Público do Estado de São Paulo, em que regulamenta o uso do brasão do estado.

Para baixar o arquivo em vetor, prontinho para o Inkscape, é só clicar no link abaixo.

Clique para
Baixar


Atualização

14/03/2014: O brasão anteriormente estampado no blog estava com a composição de seu desenho errada. O brasão correto do estado de São Paulo possui um ramo de louro e outro de carvalho e não dois ramos de louro como vinha sendo exibido incorretamente por este blog. O blog +Valeu Cara pede desculpas pelo erro. Agradeço também ao leitor José Felix que me apontou o equívoco.