sábado, 22 de maio de 2010

20 coisas que somente o Linux faz

Muitas pessoas gostam de criticar o Linux sem conhecimento de causa. Em qualquer roda de conversa sobre informática onde o assunto é sistema operacional, a frase que muitos iniciantes soltam de forma automática é esta: "o linux é ruim...".

Partindo-se do pressuposto de que se alguma coisa é ruim, evidentemente supõe-se existir algo melhor em comparação, então, a pergunta que fica é: o que é que está sendo comparado nesse caso? Ou quais seriam os fundamentos para se poder afirmar que o Linux é ruim?




O objetivo deste artigo é mostrar o quanto as pessoas podem estar iludidas quando escolhem um sistema operacional baseadas em puras subjeções. A maioria dos críticos é incapaz ou inepta de comparar as características de um sistema operacional com outro e utilizam-se de argumentos falhos para concluírem seus pensamentos errôneos sobre o Linux.

Acompanhe agora esses vinte itens que não é possível fazer em nenhum outro sistema, a não ser no Linux, e tire suas conclusões.

Somente usando Linux você é capaz de...
  1. Baixar o sistema da internet e instalar a vontade a mesma cópia em quantos computadores desejar, sem ter que se preocupar com chaves de licença, ativação, cracks, keygens, macetes, nada disso.
  2. Distribuir cópias do sistema operacional na frente de uma delegacia anti-pirataria, sem se preocupar em estar transgredindo qualquer lei em vigor.
  3. Atualizar o sistema de forma legal para a útima versão disponível, sem precisar pagar nenhum centavo.
  4. Instalar 20 programas com um único comando.
  5. Atualizar automaticamente todos os programas instalados para a última versão.
  6. Ter total controle sobre o computador e saber que não existem portas secretas no sistema, criadas por fabricantes de softwares afim de bisbilhotar sua máquina, verificando a genuinidade do sistema ou coletando informações pessoais suas.
  7. Não precisar de antivírus, antimalware, antispyware, antitrojan, antitudo, podendo recuperar tranqüilamente arquivos armazenados naquele CD infectado, sabendo que não vai acontecer absolutamente nada com seu sistema.
  8. Não precisar reiniciar o PC várias vezes durante o dia, depois de sucessivos travamentos e após atualizar um programa.
  9. Não precisar guardar uma torre de CDs com drivers de tudo quando é item de hardware do seu computador.
  10. Nunca precisar desfragmentar o disco rígido.
  11. Poder instalar e remover programas quantas vezes for necessário, sem que deixem rastros e arquivos inúteis, entupindo cada vez mais o HD de lixo e reduzindo ao longo dos meses o desempenho do sistema, causando conflitos, travamentos e mensagens de erro; por fim obrigando-o a realizar uma formatação completa pela centésima vez.
  12. Executar uma instalação completa do sistema, com todo o hardware configurado e funcionando, juntamente com uma montanha de softwares em menos de uma hora.
  13. Personalizar todo o sistema, da maneira que quiser, legalmente.
  14. Executar múltiplos desktops e permitir que vários usuários utilizem o PC ao mesmo tempo.
  15. Ressuscitar aquele computador antigo que estava pegando poeira debaixo da cama para fazer tarefas comuns do dia-a-dia, com um desempenho invejável.
  16. Usar seu computador por mais de cinco anos sem precisar formatar o HD, sem perder o desempenho do sistema e saber que nem tão cedo terá que pensar em comprar outro micro novo para a instalação de novas versões do Linux.
  17. Recuperar seus arquivos importantes depois que o Windows deu pau e não quis iniciar de jeito nenhum.
  18. Recuperar partições que desapareceram no Windows.
  19. Ter um LiveCD para testar o sistema operacional e saber de antemão tudo o que está prestes a instalar.
  20. Ter acesso ao código fonte de tudo, inclusive o núcleo do sistema operacional.
E então? Você não consegue fazer isso daí no seu sistema?

Então jogue fora esse lixo que você chama de sistema operacional.